segunda-feira, 26 de setembro de 2011

agora não

Logo
passará
essa agologonia.
Mas
sempre restará
essa nostalogogia
de quem sabe que
um dia
logo
terá de escolher e
logo
cessar e
logo
viver o que
sempre
via.

2 comentários:

Guilherme Semionato disse...

oi, luísa, tudo joia?

um amigo disse que você tem o *outro* blog de poesia que ele *mais* curte (junto com o, uh, meu), então vim aqui prestigiar a concorrência. gostei de verdade do que li e queria tê-la como leitora dos meus poemas, que cá se encontram:

http://umpoematoscopordia.blogspot.com/

um abraço.

Marcela disse...

Quem sabe um dia...