domingo, 15 de maio de 2011

Apenas uma história

Foram praias, pedras e morros
Cervejas, saias
Socorros;
Certezas.

Foram poemas
Drummond ou Vinicius,
-Tudo-
Pra lidar com o vício,
A beleza.

Foram noites mal dormidas
Desculpas e culpas
Descabidas.
Decisões mal tomadas.

Pálpebras cansadas,
Foram choros e agonias
Eterna nostalgia
Doença,
Paixão calada.

Foi a nossa brincadeira, erro são
Achar que o mundo era nosso
Ou o nosso era mundo,
Sem nem ter condição.

Foi o nosso pra sempre
Sonho,
Que não fossemos estranhos
Aos outros, ou não mas

Que fossemos
Assim amantes,
E não somente aspirantes
A ator
E atriz
Na nossa história.
Que nunca foi realmente.
Nunca feliz.

Uma história bonita e triste
Contada em muitos
Dos poemas que fiz.

Foi-se o tempo em que eu sofria
Vestida e à fantasia,
Num imaginário de nós dois.
Só te peço mil desculpas
Que você tenha, como costume,
De deixar tudo pra depois.

Sem ódios e ressentimentos
Me despeço, então, daquela vida
Que eu costumava levar;
Minha única ressalva
É que tu
além de parte de mim
Roubaste
A minha escrita e
Voz pra cantar.

5 comentários:

Mr. Shankly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mayara mattar disse...

podem ter entortado tuas linhas
e enfraquecido tuas cordas vocais
mas escrita e voz são só tuas roubarão jamais.

Cesar Soto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
César Soto disse...

para uma lida assim, preliminar, curti bastante. me lembrou ronei jorge e os ladrões de bicicleta, mas pode ser que é porque eu to com uma música deles na cabeça.

ape. disse...

gostei pacas.