sexta-feira, 19 de março de 2010

É preciso que haja dor.
É necessária a constante falta,
O altar, as preces, o inalcançável.
É necessário o sofrimento.
É preciso querer chegar mais alto
A cada momento,
E é também necessário que se fracasse.
É claro, é essencial que se ame,
Mas esse amor deve ser em vão.
É preciso que esse seja escrito com calma,
E deixado em um velho diário, para não ferir
A velha convicção
De que a poesia é feita do desconforto da alma
E desilusão.

2 comentários:

Isab disse...

Adorei

Bia F. disse...

É dificl ser poeta. (e ainda mais dificil achar alguem que escreva tão bem como você)